| Presidente Prudente/SP

Bugalho revela retomar desejo de arrancar árvores de praça

Da Redação

Em 13/05/2019 às 17:28

Após cerca de uma hora de diálogo, ficou definida a execução de podas nas árvores cujos galhos servem de poleiros

(Foto: Marcos Sanches/Secom)

Além de sofrerem várias podas nos próximos dias, as 12 Oitis terão que "torcer" para que os pombos abandonem seus galhos e procurem outros locais como abrigo em um curto prazo de duas semanas. Caso contrário, elas serão mortas. Nesta segunda-feira (13), o prefeito Nelson Bugalho (PTB) revelou a retomada do desejo de cortar as árvores caso a medida não tenha a "eficácia desejada".

Em reunião com o promotor de Justiça Jurandir dos Santos, Bugalho discutiu possíveis alternativas para reduzir os transtornos causados pela superpopulação de aves na Praça Monsenhor Sarrion, Catedral de Presidente Prudente.

Além de Bugalho e do representante do MPE, participaram da reunião o monsenhor José Antônio de Lima, o biólogo da Semea, André Gonçalves, e o assessor da secretaria, Marcos Norberto Boin.

Após cerca de uma hora de diálogo, ficou definida a execução de podas nas árvores cujos galhos servem de poleiros para os pombos, com o objetivo de dispersá-los, segundo a Prefeitura.

Durante duas semanas, técnicos da Secretaria de Meio Ambiente acompanharão o comportamento das aves na praça e, após esse prazo, vão relatar se a medida apresentou a eficácia desejada.

Caso contrário, Bugalho adianta que retomará a ideia original, proposta pelo seu corpo técnico, de arrancar as 12 oitis e plantar exemplares de outras espécies.



“Acatamos a sugestão do Ministério Público, mas temos que avaliar bem a eficácia dessas podas. Afinal, estamos falando de um problema de saúde pública e que afeta centenas de pessoas que passam por essa praça todos os dias”, enfatiza Bugalho.

A poda dos galhos finos dos oitis está prevista para ocorrer na próxima semana.

Polêmica de volta

Anunciado na semana passada, o corte das árvores causou grande repercussão nas redes sociais e ganhou destaque no noticiário nacional do jornal O Estado de S. Paulo e Rede Globo.

"Que coisa, olha o problema que virou a cidade toda por causa dos pombos. Onde tem muita palmeira, né? Sugestão é mudar a cidade de Presidente Prudente para um lugar desses. Muda a cidade então, se essa é a solução", alfinetou o apresentador Rodrigo Bocardi durante o Bom Dia SP.

A morte das árvores é classificada como drástica para o microclima local, com o equilíbrio ecológico quebrado.

As Oitis só não foram arrancadas no fim de semana após o promotor Jurandir dos Santos frear as pretensões de Bugalho depois de participar de audiência pública na Câmara Municipal, que debateu a infestação de pombos na praça.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.