| Presidente Prudente/SP

Câmara-PP solicita estudo para transporte urbano ferroviário

Rogério Mative

Em 07/08/2019 às 17:43

Inutilizada, a linha férrea que corta a cidade serve como abrigo a moradores de rua e ponto de uso e tráfico de drogas

(Foto: Rogério Mative)

Abandonada por quem deveria cuidar, sem passageiros ou cargas para transportar. Inutilizada, a linha férrea que corta a cidade de Presidente Prudente, atualmente, serve como abrigo a moradores de rua e ponto de uso e tráfico de drogas. Porém, o cenário pode ser modificado com a implantação do transporte urbano ferroviário.

A ideia é retomada novamente, agora, pela Câmara Municipal após sugestão encaminhada pelo diretor regional do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Wadir Olivetti Junior, que aponta a possibilidade da instalação de veículo leve sobre trilho para aproveitamento da malha férrea existente no município visando oferecer uma alternativa de aproveitamento do equipamento, além de uma nova e barata opção de transporte público.

Desta forma, o Legislativo pede ao prefeito Nelson Bugalho (PTB) e ao presidente da União dos Municípios do Pontal do Paranapanema (Unipontal) e prefeito de Presidente Venceslau, Jorge Duran Gonçalez, providências para a realização de estudos técnicos sobre a viabilidade da instalação de algum modelo de transporte público "econômico, silencioso e barato".

O pedido foi realizado por meio de requerimento assinado por todos os vereadores e aprovado na última segunda-feira (5).

Não é a primeira vez

Em 2012, o então vereador Clóvis Lima apresentou proposta para viabilizar o transporte de passageiros através do projeto conhecido como “Trem de Superfície”. A ideia era a interligação de ramais aos pontos de grande concentração urbana, como os bairros contemplados com os conjuntos habitacionais populares.

Na ocasião, o projeto foi apresentado ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), contudo, não prosperou.

Um pouco antes, em 2008, o então deputado federal Talmir Rodrigues indicou ao governo federal o pedido de implantação de um trem-bala ligando a capital do Estado a Presidente Prudente.

No documento encaminhado ao Ministério dos Transportes, Rodrigues apontou que a operação do trem de alta velocidade poderia ser viabilizada em boa parte das linhas e da infra-estrutura ferroviária já implantadas, permitindo redução do custo.

Outras soluções

Em Assis, conforme publicou o Portal, a cidade de Assis, a 130 quilômetros de Prudente, implantou um terminal urbano na antiga estação.

No local, desde o ano passado, ocorre o embarque e desembarque de passageiros, a passagem de ônibus às margens dos trilhos e o livre trânsito de pessoas sobre os trilhos que cortam a cidade, com direito a praça ao lado.

O feito foi possível após a formulação de um decreto municipal que culminou em acordo com a Rumo para a liberação de um trecho de 1,5 Km. Para tal, houve a mobilização do Executivo, Câmara Municipal e deputados da região.

Para receber os passageiros e possibilitar a circulação de veículos, foi realizada a nivelação do solo aos trilhos com um tipo de capa asfáltica a frio.

Conforme a Prefeitura de Assis, a única exigência foi não encobrir os trilhos, que devem ficar à mostra.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.