| Presidente Prudente/SP

Com atrasos, obras da Prefeitura seguem em 'marcha lenta'

ROGÉRIO MATIVE

Em 30/04/2020 às 10:07

Camelódromo deve ficar pronto apenas em agosto apesar da inércia nos trabalhos

(Foto: Marcos Sanches/Secom)

O que já caminhava a passos curtos segue, agora, de forma ainda mais lenta diante da pandemia do coronavírus devido ao quadro reduzido de funcionários e a escassez de recursos. Em Presidente Prudente, algumas obras apresentam pequenos avanços desde o início, e outras tiveram, mais uma vez, novo prazo para finalização.

O Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) do Residencial Cremonezi, zona norte da cidade, é o caso que mais chama atenção. De 2017, a entrega da obra foi empurrada para 2018 e, posteriormente para 2019. Apenas no ano passado, foram duas previsões de encerramento dos trabalhos: abril e dezembro. A última foi para abril deste ano.

Porém, o equipamento público - que teve contrato de empréstimo assinado em 2014 - chega, agora, ao estágio de implantação da estrutura metálica da cobertura. Após isso, faltará ainda o cercamento do espaço; implantação da academia no piso superior; finalização da quadra poliesportiva, como colocação de cestas para basquete, traves para futsal e handebol, entre outros; além da pintura.


 
Segundo o secretário municipal de Obras, Rodnei Rena, a empresa contratada realiza a inserção das oito terças da cobertura de 32 metros. Nesta quinta-feira (30), deverá iniciar o levantamento da mesma.

“Até o fim de maio, o espaço estará totalmente coberto", diz. Mas, a previsão para o fim das obras foi esticada para até 120 dias. Os trabalhos são executados pela Construtora Guimarães Carvalho Ltda., com custo de R$ 2.557.089,70.

Para o Camelódromo, prazo do edital

Diferentemente da ideia do prefeito Nelson Bugalho (PSDB) em entregar o Camelódromo da Praça da Bandeira remodelado em seis meses, o espaço deve ficar pronto apenas em agosto apesar da inércia nos trabalhos.

Iniciada em janeiro, a obra ainda não ganhou grandes contornos. Os funcionários da Spalla Engenharia realizam, no momento, a concretagem das bases da caixa d’água e da estrutura metálica.

Segundo Nei Rena, após a concretagem das bases, a empresa dará início à colocação dos pilares da estrutura metálica. Na próxima semana, devem começar o assentamento do piso intertravado na parte externa.



“Estamos retirando as pedras portuguesas para que seja iniciado o assentamento do novo piso, bem como começar as partes elétrica e hidráulica, uma vez que os materiais já foram comprados. Na sequência, a empresa promoverá a cobertura do espaço. A obra segue conforme cronograma e trabalhamos para finalizá-la dentro do prazo previsto no edital”, pontua o secretário.

No começo deste mês, a Prefeitura reconheceu 'pequeno atraso' na obra do Camelódromo e colocou a culpa nas chuvas no início do ano. Os serviços custarão R$ 2.956.042,05 aos cofres públicos.

E a creche do João Domingos Netto?

Após atrasos no repasse de verba federal e problemas com a primeira construtora, a Escola Municipal de Ensino Infantil do Conjunto Habitacional João Domingos Netto segue o cronograma previsto e deve ser entregue no segundo semestre. O prazo inicial era abril do ano passado.



No local, a Construtora Guimarães Carvalho realiza a concretagem da laje para, posteriormente, a colocação da cobertura do espaço. Finalizando estas etapas, Nei Rena diz que a empresa iniciará a fase de acabamento da escola.

Conforme ele, a previsão para conclusão da obra é de cerca de seis meses. O valor da obra é de R$ 1.891.141,18.

Centro Olímpico incompleto

Com o projeto original enterrado, o Centro Olímpico ainda está em obras apesar da reinauguração do complexo aquático em setembro do ano passado. No local, é feita a reforma e adequação da antiga piscina de salto. O equipamento é utilizado pelo Corpo de Bombeiros para treinamentos.

De fevereiro até agora, trabalhadores da Construtora Carvalho Engenharia ainda seguem na parte interna. Segundo Nei Rena, foi feita toda parte de retira de azulejo e revestimento, inserção da manta térmica e execução das partes hidráulicas.



“Agora estão finalizando o piso da piscina de seis metros para posterior assentamento dos azulejos. Em seguida, finalizarão a tubulação e ligação dos filtros. Após isso, finalizam com assentamento do piso externo e do gradil ao redor do espaço. Dessa forma, a previsão é que os serviços sejam concluídos em até 120 dias”, pontua.

A obra tem custo de R$ 423.935,43, com recursos do extinto Fundo Especial do Bombeiro (Febom).

Galeria da Praça do Bacarin

Alvo de cobranças de moradores locais e de vereadores, teve início o reparo da galeria da Praça do Bacarin, que fica entre as ruas Maria Luísa Bastos e Jacob Blumer, após 90 dias do previsto.

Nei Rena afirma que os trabalhos começam após conclusão do processo licitatório e com a chegada das aduelas, nesta semana.

“Estamos fazendo a limpeza do local, vamos assentar vigas de eucalipto para que não haja problemas com os imóveis ao entorno da galeria. Após isso, daremos início ao preparado do fundo e assentamento das adulas. Após a conclusão dos serviços, que estimamos 40 dias, solucionaremos definitivamente este problema”, informa.



A galeria no local foi rompida após fortes chuvas. A aquisição dos materiais foi realizada com recursos próprios e os reparos são executados pelos trabalhadores da Secretaria de Obras.

Atende Prudente

No Atende Prudente - espécie de Poupatempo - as obras também tiveram início com atraso, porém, foram aceleradas no último mês.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, os trabalhos atingem 42% de conclusão. Já foram liberados R$ 2 milhões dos R$ 4,8 milhões previstos em contrato de financiamento.



O Atende Prudente tem que ser entregue até agosto, como prevê o edital.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Telefone: 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.