| Presidente Prudente/SP

Curso foca em saúde de 37% da população de origem negra na região

Da Redação

Em 29/11/2019 às 08:00

Um exemplo clássico das doenças predominantes entre negros é a anemia falciforme, assunto discutido no encontro

(Foto: Arquivo/AI)

Nesta sexta-feira (29), será encerrado um curso inédito voltado para capacitação de profissionais de saúde da região de Presidente Prudente, com foco na assistência à população negra.

O projeto do Comitê Técnico de Saúde da População Negra da Secretaria de Estado da Saúde aborda, entre outros pontos, a linha de cuidado aos pacientes com anemia falciforme, doença mais recorrente nesse grupo.

De acordo com a secretaria, a região de Prudente foi selecionada porque 37% da população regional é de origem negra, percentual acima do verificado no Estado (34,63%), conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Além disso, o curso como um dos pilares um mapeamento da anemia falciforme na região de Prudente. A partir deste estudo, foi possível aferir onde os portadores deste tipo de anemia se encontram e identificá-los no SUS, desde a atenção primária até a alta complexidade.

Predominante entre negros

Um exemplo clássico das doenças predominantes entre negros é a anemia falciforme, mas também há doenças cardiovasculares, hipertensão arterial aneurisma da aorta, câncer de próstata, diabetes, glaucoma e miomas, que também estão na lista de enfermidades que mais afetam este público.

Capacitação

O curso é ministrado no auditório do Hospital Regional de Câncer de Presidente Prudente. A capacitação inclui um fórum de discussão e a execução do programa de capacitação permanente de gestores, trabalhadores e sociedade civil. É destinado a profissionais de saúde da rede pública e privada, gestores de saúde, representantes de movimentos sociais e sociedade civil.

“É necessário, para os gestores de saúde, desfazer o mito de que, para promover a equidade, devem-se oferecer os mesmos serviços a todos. Na verdade, nem todas as pessoas têm as mesmas necessidades. A capacitação dialoga neste sentido e busca encontrar alternativas para promover a equidade racial no setor da saúde”, afirma coordenadora da Coordenadoria de Planejamento de Saúde, Silvany Portas.

A iniciativa faz parte das ações afirmativas para afrodescendentes e deverá ser expandida gradativamente para outras regiões. “Queremos capacitar e sensibilizar os profissionais de saúde para que possam oferecer atendimento com mais qualidade e equidade a todos, considerando as particularidades e necessidades de cada paciente”, afirma o secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.