| Presidente Prudente/SP

Galindo pede exoneração após nove meses no cargo

Bugalho perde 9º secretário em menos de dois anos de governo

ROGÉRIO MATIVE

Em 23/11/2018 às 13:37

Tucano foi alçado a secretário com a principal missão de fechar o elo entre Executivo e Legislativo

(Foto: Arquivo/AI Maycon Morano)

Marcado pelo alto número de exonerações e troca de secretários, o governo de Nelson Bugalho (PTB) conseguiu permanecer por apenas quatro meses sem sofrer mudanças no alto escalão. Nesta sexta-feira (23), o vereador licenciado Rogério Galindo (PSDB) pediu exoneração da Secretaria Municipal de Relações Institucionais. O tucano é a nona baixa em menos de dois anos.

Ao Portal, Galindo comunicou de forma resumida sua saída do governo apontando como o principal motivo "diferenças" de pensamento. Com a ida de Marcos Tadeu Cavalcante para a chefia de Gabinete, o tucano foi alçado a secretário com a principal missão de fechar o elo entre Executivo e Legislativo para a aprovação de projetos de lei.

Elogiou o prefeito

"Minha relação com o prefeito é muito boa e acredito muito nele. É um homem extremamente honesto. Nossa relação era boa e segue melhor ainda", comenta Galindo.

Galindo permaneceu no cargo exatos nove meses. Neste período, foi responsável pelo diálogo com os parlamentares na aprovação de propostas que criaram polêmicas e discussões na Câmara Municipal, como o aumento da taxa de Contribuição de Iluminação Pública (CIP) e autorizações para a obtenção de financiamentos, entre eles 46 milhões de dólares - cerca de R$ 175 milhões -, que passou pelo crivo do plenário com facilidade recentemente.

Retorna ao plenário

Segundo o tucano, Bugalho já foi comunicado de sua decisão. Ele também informou o Legislativo informalmente sobre seu retorno ao cargo de vereador. A oficialização deve ser feita após a publicação do decreto de exoneração no Diário Oficial Eletrônico.

Nada a declarar

Por meio de nota enviada pela Secretaria Municipal de Cultura (Secom), o prefeito Nelson Bugalho diz que não recebeu oficialmente nenhum comunicado neste sentido, "portanto nada a declarar".

Nove exonerações de secretários

Com dificuldades em formar o secretariado antes de assumir a Prefeitura, Bugalho tem a gestão marcada pela constante troca de secretários que compõem o alto escalão. Em menos de dois anos, são nove exonerações. Do total, sete foram pedidas.

Desde janeiro de 2017, deixaram o governo Osvaldo Silva (Secretaria de Assuntos Viários), Francelino Magalhães (Secretaria de Desenvolvimento Econômico), Antônio Mello (Secretaria de Educação), Reynaldo Antônio Vessani (Secretaria de Assuntos Jurídicos), Telmo Guerra (Secretaria de Assuntos Especiais), Feiz Abbud (Chefia de Gabinete) e Marcondes (Secretaria de Desenvolvimento Econômico).

Além das saídas, houve várias trocas de nomes. Oswaldo Bosquet deixou a Secretaria de Relações Institucionais para assumir a Semav; em seu lugar foi empossado Marcos Tadeu Cavalcante, que também mudou de Pasta e foi para a Chefia de Gabinete.

Na Secretaria de Assuntos Especiais, assumiu Vanderlei Teodoro, ex-motorista de Bugalho; Sônia Maria Pelegrini na Secretaria de Educação; e Silvia Helena Ferreira de Faria Negrão na Secretaria de Assuntos Jurídicos. O vereador Rogério Galindo deixou a Câmara Municipal para assumir a Secretaria de Relações Institucionais.

Por último, Cadmo Lupércio Garcia deixou a Secretaria Municipal de Finanças. No lugar, assumiu José Nivaldo Luchetti, que, até então comandava a Secretaria Municipal de Planejamento. A Pasta foi assumida por Luiz Abel Gomes Brondi.

Oswaldo de Oliveira Bosquet trocou a Secretaria Municipal de Assuntos Viários (Semav) pela Secretaria Municipal de Turismo (Setur), com Adauto Lúcio Cardoso, que assumiu seu posto. Enquanto que Carlos Casagrande assumiu a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

Ao todo, já são 13 mudanças no secretariado do governo de Nelson Bugalho desde sua posse.

O 29º

Quem assumir a Secretaria de Relações Institucionais será o 29º secretário de Bugalho em menos de dois anos. Já houve a mudança em mais da metade do alto escalão. De 19 setores, sendo 18 secretarias e um cargo com o mesmo status, 11 sofreram mudanças.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Sedepp) foi a que mais sofreu com trocas: é comandada pelo terceiro secretário desde janeiro de 2017.

Atualizada às 16h48 para acréscimo de informações

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.