| Presidente Prudente/SP

Mutirão do Lixo Eletrônico encolhe 10 toneladas com evolução tecnológica

Da Redação

Em 17/05/2019 às 16:42

Uma das curiosidades desta edição é que a expectativa de arrecadação é menor em relação às anteriores, sendo 50 toneladas

(Foto: Arquivo/Secom)

Neste ano, a 12ª edição do Mutirão do Lixo Eletrônico deve sofrer um encolhimento de 10 toneladas. E a culpa é da evolução tecnológica, com o tamanho dos equipamentos cada vez menor.

Segundo a Secretaria Municipal de Tecnologia da Informação (Setec), a expectativa é arrecadar 50 toneladas de televisores, computadores, rádios, monitores, entre outros. O mutirão será realizado no dia 8 de junho, das 8h às 16h, no Parque do Povo.

Assim como em edições anteriores, no mesmo dia, haverá coleta no Ana Jacinta, das 9h às 13h, ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). No dia 7 de junho, um caminhão percorrerá os distritos, iniciando pela manhã por Ameliópolis e finalizando no período da tarde em Montalvão.

“Não é considerado lixo eletrônico a linha branca, sendo geladeiras, micro-ondas, fogões e máquinas de lavar, esses itens devem ser levados ao ferro velho. Já as lâmpadas devem ser entregues nos locais em que são comercializadas”, ressalta Rogério Alessi, secretário da Setec, lembrando que o evento visa recolher apenas materiais eletroeletrônicos, além de baterias e pilhas.

A empresa Green Eletron será responsável por toda logística e transporte do material recolhido. “É uma empresa certificada pela Associação Brasileira das Indústrias Eletroeletrônicas e especialista em descaracterização de lixo eletrônico”, pontua.

Uma das curiosidades desta edição é que a expectativa de arrecadação é menor em relação às anteriores, sendo 50 toneladas.

“Ano passado recolhemos aproximadamente 60 toneladas. Embora a cada ano mais pessoas participem, imaginamos essa queda, pois o tamanho e peso dos equipamentos têm diminuído. Além disso, nos últimos anos recolhemos muitos televisores grandes e pesados, agora, os novos, são mais leves e finos. Então, a tendência é diminuir e boa parte do lixo eletrônico represado foi recolhida nas edições anteriores, já são mais de 500 toneladas”, explica.

Por fim, o secretário lembra que mais que concorrer aos brindes, a importância em participar mutirão é dar a destinação correta ao material, por se tratar de algo danoso ao meio ambiente.

“Não é um lixo reciclável comum, portanto não deve ser descartado junto com o lixo reciclado, exige tratamento diferenciado. Mais que isso, para que o mesmo seja reutilizado, pois, por exemplo, o plástico de monitores e televisores volta para cadeia como balde, vassoura, telhas, ou seja, uma forma de diminuir o consumo de recursos naturais reutilizando a parte do lixo eletrônico”, finaliza.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.