| Presidente Prudente/SP

Prudente atinge 288 casos de leishmaniose canina no ano

Da Redação

Em 13/11/2019 às 20:09

Doença é transmitida pelo mosquito Palha, cujas larvas se proliferam em locais sombrios, com vegetação e acúmulo de matéria orgânica em decomposição

(Foto: Arquivo)

Em menos de 11 meses, já são 288 registros positivos de leishmaniose visceral canina em Presidente Prudente. Nesta quarta-feira (13), o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) confirmou mais 89 casos.

Os registros positivos são referentes ao mês de outubro, segundo o órgão. Do total, 19 casos foram notificados por clínicas particulares.

"Todos os proprietários dos cães com leishmaniose foram comunicados do diagnóstico do cão, bem como receberam orientações sobre a doença, forma de transmissão e medidas de prevenção", diz o CCZ.

Embora o cão seja o principal hospedeiro da doença no ambiente urbano, não há transmissão por contado direto.

Vale lembrar que a patologia é transmitida pelo mosquito Palha, cujas larvas se proliferam em locais sombrios, com vegetação e acúmulo de matéria orgânica em decomposição, como folhas, frutos, bem como de fezes de animais

Todos os casos da doença podem ser visualizados no Radar da Leishmaniose, que está disponível no site: www.prudentedigital.com.br/ccz/prudente/2_3_6/.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.