| Presidente Prudente/SP

Prudente bate 995 casos de dengue: 'todos nós temos culpa'

Rogério Mative

Em 20/05/2019 às 12:31

Descarte irregular de lixo pela população é um dos fatores para aumento nos casos de dengue

(Foto: Sérgio Borges/NoFoco)

A expectativa era de diminuição dos casos de dengue com a mudança do clima. Porém, Presidente Prudente sofre, a cada dia, alta no número de vítimas do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença. Em boletim divulgado nesta segunda-feira (20), a capital do Oeste Paulista já soma 995 registros. Duas pessoas morreram.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica Municipal (VEM), a cidade contabiliza mais 121 casos de dengue. Do total, 18 são importados, vindos de outras localidades, e 977 são autóctones, ou seja, contraídos no município.

No município, a dengue já provocou a morte de duas pessoas, sendo a última na semana passada. O caso ainda não foi oficializado devido a espera do laudo de exames. Contudo, o atestado de óbito de Hellen Paula de Souza Estácio Malaquias, 37 anos, aponta como uma das causas o vírus transmitido pelo mosquito. Ela estava grávida e o bebê, de oito meses, nasceu sem complicações.

A culpa é de todos

As duas mortes foram registras na área 4 da cidade, que compreende bairros como o Alvorada, Furquim, Itapura I e II, Sumaré, Itapuã, Brasília, Planalto, Santa Mônica, entre outros. Diante do cenário, a VEM intensifica o trabalho de bloqueio de criadouros. "Oficialmente é um óbito suspeito, mas já estamos fazendo algumas intervenções como o bloqueio de criadouros com os agentes entrando nas casas", diz a supervisora da VEM, Elaine Bertacco, em entrevista ao repórter Cláudio Moreno, da Rádio Comercial AM.

Contudo, ela revela que vários moradores estão impedindo a entrada dos agentes, o que dificulta a vistoria nos imóveis e o controle da doença. “Estamos recebendo muita recusa dos moradores alegando que a casa é limpa. O que nós precisamos neste momento é que o morador deixe o agente entrar e fazer o serviço de orientação necessária. Cada casa tem uma realidade. Precisamos fazer neste momento e tem que ser agora. Esses números deveriam estar baixando, mas estamos vendo a cada dia mais casos de dengue", pontua.

"Estamos com mais de 800 casos e está circulando no município dois tipos de vírus. O tipo 2 circulou na cidade em 2010. Ou seja, as pessoas que estão pegando este tipo já contraíram o vírus anteriormente e ficou imune ao tipo 1, mas não fica com o tipo 2", fala.

Pente fino

Das 8h às 12h de sábado (25), a Vigilância fará um ‘pente fino’ na área 4 de Prudente, a com maior incidência de registros da doença. "Vamos fazer um arrastão começando pelo Parque Alvorada. Entraremos na casa do morador com saco de lixo para mostrarmos onde ainda tem foco, não vamos limpar a casa dele. Muitas vezes, durante o mutirão, o munícipe retira o que está incomodando, não o que precisa ser retirado. Vamos fazer um verdadeiro pente fino", detalha.

"Cada um tem que fazer sua parte, seu espaço. Todos nós temos culpa", finaliza.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.