| Presidente Prudente/SP

Reabertura do Centro Olímpico ganha cinco datas diferentes em dois anos

Rogério Mative

Em 08/08/2019 às 21:48

Atualmente, são feitos os trabalhos de paisagismo, limpeza, enchimento das piscinas e pintura do complexo aquático

(Foto: Secom)

Após quatro datas prometidas, a reabertura do Centro Olímpico de Presidente Prudente para uso da população ganhou mais uma: agora, o prefeito Nelson Bugalho (PTB) pretende entregar as piscinas prontas - única parte do projeto de R$ 35 milhões que será finalizada - para o dia 13 de setembro, véspera do aniversário da cidade.

A revelação foi feita nesta semana, com a justificativa dada pelo atraso na entrega dos filtros. Atualmente, são feitos os trabalhos de paisagismo, limpeza, enchimento das piscinas e pintura do complexo aquático. A iluminação já foi testada e está pronta.

"O prazo agora é 13 de setembro para que esse complexo aquático esteja pronto", cravou o secretário municipal de Obras, Nei Rena, em entrevista ao site Globo Esporte.

Mas, o complexo não será entregue em sua totalidade. A piscina de saltos ornamentais depende de abertura de licitação para ser reformada.

Na gestão de Bugalho, já foram previstas cinco datas no total: 2017, 2018 (duas datas) e 2019 (duas datas). A última projeção era a reabertura do local no mês passado, que agora foi empurrada para setembro.

Obras que não terminarão

As obras tiveram início em 2011, com a previsão de serviços como adequações e ampliação na atual pista de atletismo visando a certificação da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) para receber competições oficiais, cobertura total da piscina, novo piso, além do ginásio de esportes, cobertura do tanque de salto ornamentais, incluindo vidros nas laterais.

Foto: M2 Comunicação


Ainda foi projetado um salão de uso múltiplo, alojamentos, centro de fisioterapia e nova sede administrativa da Secretaria Municipal de Esportes, mudanças na entrada principal do Centro Olímpico, entre outras benfeitorias.

De tudo, apenas a entrada principal e a reforma das piscinas serão entregues à população. Dos R$ 35 milhões, apenas R$ 7 milhões serão liberados para a conclusão da primeira etapa do projeto, que sofreu com a saída de construtora, falta de verbas e trabalhos paralisados.

Bugalho já adiantou, recentemente, que o projeto original não sairá do papel.

Alvo de questionamentos

No início deste ano, o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) cobrou explicações da Prefeiturasobre os atrasos na obra de revitalização do complexo esportivo.

Na ocasião, o conselheiro Dimas Ramalho, relator do processo, pediu justificativas e cobrou dados sobre a atual situação da obra, esclarecendo o motivo do atraso e qual a medida adotada em relação à paralisação, além do novo prazo previsto para finalização dos serviços.

Quase quarentinha

O Centro Olímpico foi inaugurado em 1980 pelo então prefeito Paulo Constantino, quando a cidade sediou pela primeira vez uma edição dos Jogos Abertos do Interior.

Centro Olímpico em janeiro de 1984 |Foto: Arquivo/IBGE 

 

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.