| Presidente Prudente/SP

Internauta questiona localização da rodoviária prudentina

Lincoln Obregon

Em 21/07/2011 às 14:06

Diante da reforma e ampliação do terminal rodoviário de Presidente Prudente, necessário se faz que este assunto seja melhor discutido com a sociedade, já que tal obra afeta diretamente o bem estar dos cidadãos prudentinos.

É notório que já sofremos com a falta de planejamento do nosso município, principalmente no que tange ao trânsito, que ultimamente tem se mostrado caótico, especialmente nas sextas-feiras e vésperas de feriados, ocasião em que a maioria dos prudentinos deixa de utilizar o remediado transporte público municipal e optam pela utilização de veículos próprios, sufocando ainda mais o trânsito de nossa cidade.

Não bastasse isso, estamos presenciando a reforma e ampliação do terminal rodoviário prudentino que, na verdade, vai na contramão das necessidades do município, já que a localização daquele terminal tornou-se inadequada.

Basta uma simples pesquisa de campo para que se constate que as médias e grandes cidades do país têm transferido os seus terminais rodoviários para as margens das rodovias, objetivando desta forma o desafogamento das vias municipais.

Há pouco tempo, a capital do Mato Grosso do Sul transferiu o seu ultrapassado terminal rodoviário para as margens da BR-267 (saída para São Paulo), tornando assim o trânsito interno mais ameno.

Vale lembrar que a cidade de Campo Grande possui ruas largas e avenidas de quatro faixas, ao contrário do nosso município, o que aparentemente poderia justificar a não transferência do terminal para as margens daquela rodovia e, mesmo assim, o terminal foi transferido.

Outra tendência é a entrega da administração de terminais rodoviários à iniciativa privada mediante processo licitatório. Estas empresas, mediante outorga de concessão, constroem terminais rodoviários modernos adequados às necessidades locais e os administram como empresas, evitando desperdícios, como também, "camaradagens" políticas.

É notório que a reforma e ampliação do terminal rodoviário do nosso município às margens da Av. Brasil é, no mínimo, absurda, já que o local onde ele está instalado tornou-se inadequado, pois não há plataformas suficientes para embarques e desembarques nos dias de movimento intenso, como também não existe estacionamento adequado e nem existirá após a tal reforma.

Nossas ruas e avenidas são estreitas, razão óbvia para que os veículos de 30 metros de comprimento com raio de manobra limitado que as utilizam deixem de circular diariamente pelas ruas e avenidas daquelas imediações.

Entre o Centro de Eventos da Sedepp e o Ceasa, existem várias locações que poderiam abrigar um novo terminal que atenderia INTEGRALMENTE os quesitos de ACESSIBILIDADE, estacionamentos e fluidez, pois mesmo após reforma e ampliação do velho terminal, tais quesitos não serão cumpridos plenamente (serão remediados - obras antigas possuem certas tolerâncias em relação as novas exigências legais).

Pintura nova e luminoso revisado não resolverão um dos mais novos problemas de nossa cidade, qual seja, o trânsito truncado.


Lincoln Obregon

Compartilhe
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.