| Presidente Prudente/SP

Após carta de repúdio, vereadores são vistos sorrindo ao lado de secretário

Rogério Mative

Em 17/12/2019 às 11:09

Nas fotos, publicadas no perfil do secretário municipal de Cultura, Paulo Sílvio Sanches, o trio aparece sorrindo ao lado de Fábio Nougueira

(Foto: Reprodução/Facebook)

Uma situação, no mínimo, embaraçosa envolveu três vereadores de Presidente Prudente nessa segunda-feira (16). Logo após assinarem nota de repúdio contra a nomeação de José Fábio Sousa Nougueira como secretário de Turismo, eles foram fotografados sorrindo depois de reunião do PTB, partido do prefeito Nelson Bugalho. Dois deles estão filiados em outras siglas.

Após exatos 10 dias de sua exoneração da Cultura alegando problemas de saúde e questões profissionais, Nougueira assumiu a Secretaria Municipal de Turismo em uma medida tomada por Bugalho considerada como um "drible" no Ministério Público. Mentor político do prefeito, o secretário é alvo de três inquéritos abertos por promotores nos últimos dias.

Em reação à nomeação, a Câmara Municipal divulgou uma nota de repúdio, no mesmo dia, assinada por todos os vereadores. Contudo, em seguida, três deles participaram de reunião do PTB: Elza do Gás, que pertence ao quadro de filiação da sigla, José Geraldo de Souza (PSD) e Willian Leite (PPS). Os dois últimos devem deixar os partidos de origem e migrarem para os braços petebistas.

Nas fotos, publicadas no perfil do secretário municipal de Cultura, Paulo Sílvio Sanches, o trio aparece sorrindo ao lado de Fábio Nougueira, alvo de repúdio assinado por eles.

Nos bastidores, o gesto foi visto com desconfiança e criou mal-estar em alas do Legislativo.

Conforme apuração do Portal, a reunião não contou com a presença do prefeito. Contudo, estiveram no encontro secretários do alto escalão e do ex-vereador Marcelo Trovani, que foi cassado pela Câmara Municipal em 2016.

"Passa-moleque"

Em nota de repúdio, o Legislativo considerou a nomeação de Nougueira como "leviana" e "conivente" caracterizando uma tentativa de “passa-moleque” na população.

Nougueira é investigado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada no Legislativo sobre denúncias de assédio moral, coação, entre outros problemas com servidores da Escola Municipal de Artes “Jupyra Cunha Marcondes”. Em relatório parcial, foi pedido o afastamento imediato do ex-secretário, que entregou o cargo no dia 6.

De acordo com a Câmara Municipal, a CPI já soma mais de oito volumes de documentos, além de inúmeros CDs que até conotam ação de “Fake News” para defender "seus apaniguados e atacar contrários".

Após relatório aprovado pelos vereadores, o Ministério Público do Trabalho determinou a instauração de um inquérito civil para também apurar as condutas de Fábio Nougueira e outros três comissionados.

Nessa segunda-feira (16), o Ministério Público Estadual (MPE-SP) seguiu a mesma linha e abriu dois inquéritos contra Nougueira.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Telefone: 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.