| Presidente Prudente/SP

Câmara aprova suspensão de repasse, mas amplia pagamento a servidores

ROGÉRIO MATIVE

Em 27/07/2020 às 19:57

Vereadores decidiram alterar a proposta com a aprovação de uma emenda

(Foto: Maycon Morano/AI Câmara)

A Câmara Municipal de Presidente Prudente aprovou, por unanimidade, o projeto de lei complementar que empurra uma dívida de R$ 12,9 milhões para o próximo ano com a suspensão dos pagamentos das contribuições previdenciárias patronais devidas pelo município ao Sistema de Previdência Municipal (Prudenprev). Contudo, uma emenda ampliou a forma de uso do dinheiro represado que, agora, deverá atender a todos servidores com a quitação da folha salarial no dia 31.

A medida proposta pelo prefeito Nelson Bugalho (PSDB) aponta que o pagamento dos atrasados deve realizado já a partir de janeiro, em 60 vezes. Serão seis meses de repasses acumulados.

Além dos valores represados, também será retornado o repasse mensal no início do próximo ano. A parte patronal é de 24,4% sobre o salário do servidor que é recolhido mensalmente à Prudenprev.

O argumento utilizado pelo prefeito era de garantir a quitação da folha de pagamento dos servidores municipais diretamente relacionados a ações de enfrentamento à covid-19 e à mitigação de seus efeitos financeiros.

Mas, os vereadores decidiram alterar a proposta com a aprovação de uma emenda. Desta forma, o montante deve beneficiar todos os servidores municipais lotados nos diferentes setores da Administração.



O projeto foi discutido na tarde desta segunda-feira (27), em sessão ordinária.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Telefone: 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.