Segunda-feira 1 de maio de 2018 | Presidente Prudente/SP

Câmara-PP pede testes clínicos em humanos de proteína antitumoral

Da Redação

Em 07/08/2020 às 17:12

Molécula apresentou resultados para tratamento dos cânceres de pâncreas, renal, melanoma e ependimoma

(Foto: Arquivo)

Os vereadores da Câmara Municipal de Presidente Prudente, por meio de moção de apoio ao Instituto Butantan, pedem ao Governo do Estado de São Paulo a continuidade da pesquisa com a realização dos testes clínicos em seres humanos de uma proteína antitumoral encontrada na glândula salivar do carrapato-estrela.

Estudos demonstram que a molécula combate células cancerígenas e preserva as sadias. Além disso, já apresentou resultados para tratamento do câncer de pâncreas, o renal, o melanoma e o ependimoma (tumor infantil).

No ano de 2000, foi descoberto que a Amblyomma cajennense, a proteína encontrada na glândula salivar do carrapato-estrela, seria uma molécula que combateria células cancerígenas e preservaria as sadias. Somente em 2005 começou a ser direcionado para um antitumoral.

O próximo passo foi testar a proteína recombinante in vivo. Os testes foram feitos em dois grupos de camundongos com melanoma. No grupo que recebeu a proteína durante 42 dias, o melanoma desapareceu.

Depois disso, foram iniciados diversos estudos, com parceria entre o Instituto Butantan e outros laboratórios para a futura produção da mesma. O projeto, aliás, foi selecionado pelo Fundo Tecnológico (Funtec) do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em 2012, já era apontado que o possível medicamento teria como foco, além do melanoma, o câncer de pâncreas e o renal. No caso do câncer de pâncreas seria uma grande inovação, por não existir tratamento medicamentoso atualmente para esse tipo de tumor.

Além disso, conforme publicação da Revista IstoÉ em 2019, os “testes com camundongos mostraram que o tratamento foi muito mais efetivo do que qualquer outro remédio utilizado atualmente contra o ependimoma [tumor infantil]”. O texto aponta que os medicamentos atuais combatem as células tumorais em cerca de 30%. Já esta nova substância, atingiu 70% de eficácia.

Em maio deste ano, a Agência Fapesp divulgou que estudo aponta que esta proteína do carrapato-estrela também mostra eficácia no tratamento de melanoma em cavalos.

Pede apoio

A moção é de autoria de todos os vereadores e foi encaminhada para o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro; o governador do Estado de São Paulo, João Doria; os senadores do Estado de São Paulo; os deputados federais da Bancada Paulista; todos os deputados estaduais paulistas; todas as Câmaras Municipais do Estado de São Paulo; além de outras autoridades e instituições.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Telefone: 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.