| Presidente Prudente/SP

Quem vai decidir as coisas é a Câmara, diz novo presidente

Da Redação

Em 02/01/2019 às 18:35

Demerson Dias (PSB) assumiu a cadeira do Legislativo para comandar os trabalhos nos próximos dois anos

(Foto: AI/Maycon Morano)

Desde essa terça-feira (1º), a Câmara Municipal de Presidente Prudente tem um novo presidente. Em ato automático, Demerson Dias (PSB) assumiu a cadeira do Legislativo para comandar os trabalhos nos próximos dois anos.

Filho de servidor, o militar da reserva destaca a importância da decisão conjunta pelo equilíbrio e harmonia dos trabalhos. "A decisão não é do presidente. O presidente e a Mesa Diretora dão a harmonia na condução dos trabalhos. Quem vai decidir as coisas é a Câmara Municipal, são os 13 vereadores”, afirma o novo presidente.

"Eu fico muito tranquilo, pois do meu lado direito tem a Profª Alba Lucena [primeira secretária], com sete mandatos e sua enorme experiência, uma mulher muito guerreira. Do outro lado, o Geraldo da Padaria, como segundo secretário, em seu segundo mandato, vereador combativo, que também é vereador de bairro. E meu vice, vereador Natanael Gonzaga, que todo mundo sabe de sua humildade e sensibilidade com a pessoa mais carente”, destaca.

Com 43 anos de idade, Demerson da Saúde, como é mais conhecido, é natural de Presidente Prudente, “nascido e criado na zona leste”. “Morávamos na Vila Brasil e depois, quando eu tinha 6 anos, mudamos para o Parque Alvorada, onde resido ainda”, pontua.

O parlamentar lembra com saudades e orgulho do pai que perdeu há poucos anos. “Fui militar porque era um sonho dele. Houve um acidente no Exército e fui para a reserva, mas realizei este sonho dele. Ele foi o segundo presidente de bairro. Sempre esteve envolvido na política, sempre amou a política. Nos dizia que a política é a arma de transformar a vida das pessoas. E depois, meu pai, seu Aurelino, foi o último presidente da Associação dos Servidores Públicos Municipais, antes de se tornar sindicado”, destaca o vereador.

“A primeira greve, que paralisou todas as secretarias, todos os servidores vieram para a rampa, foi meu pai quem promoveu, na luta pelos servidores públicos. O prefeito era o Virgílio Tiezzi. Por isso, sempre falo: sou filho de servidor e sempre senti na pele as dificuldades”, menciona Demerson da Saúde. “E, assim, realizei outro sonho que foi ser vereador. Ele sempre dizia isso, e se concretizou”, pontua.

Demerson Dias resgata seu início na Câmara Municipal. “A primeira vez que assumi um cargo público foi aqui: fui assessor do vereador Alfredo Penha. Depois, o próprio vereador assumiu o cargo de secretário de Saúde do prefeito Agripino de Oliveira Lima Filho e ele me levou; continuei como assessor da Pasta. Foi lá que acabei criando este nome de Demerson da Saúde”, lembra.

“Primeiro eu fui como assessor do secretário, depois surgiu a oportunidade de ser gerente do [Pronto Atendimento – PA] 24 horas do [Conjunto Habitacional] Ana Jacinta, que foi mais um desafio na minha vida, pois era a maior unidade de saúde do município. Depois, fui gerente da [Unidade Básica de Saúde] UBS do mesmo bairro. Em seguida, teve a oportunidade de retornar para a Câmara Municipal e de conhecer o então presidente Ed Thomas. Naquele período, ele foi eleito pela primeira vez como deputado estadual e me fez o convite para participar de sua assessoria. Assumi como seu primeiro assessor nomeado na Assembleia Legislativa [Alesp]. E de lá para cá, sempre trilhamos juntos”, recorda.

O novo presidente da Câmara Municipal ainda cita suas candidaturas a uma cadeira no Legislativo local. “Quando o Ed Thomas veio candidato a prefeito [em 2008], eu fui candidato a vereador e fiquei como terceiro suplente dentro do meu partido, com 987 votos. Continuei na assessoria do deputado e fui candidato pela segunda vez e fui eleito, como único do partido, com 1.670 votos. No último pleito, em 2016, fui reeleito com 2.094 votos, e agora meu partido obteve três cadeiras. Mas falo que sempre serei assessor do deputado Ed Thomas”, analisa.

"Para me tornar presidente, tenho que agradecer muito ao Dr. Enio Perrone, que foi o nosso presidente. Eu fui vice-presidente e tenho que ser justo e agradecer. Sem medo de errar, eu representei a Câmara na maioria dos eventos. Foi um grande aprendizado. E eu sempre disse que passaria pela eleição da Mesa. E o Dr. Enio me deu essa oportunidade e condição, que me capacitou muito”, conclui.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.