| Presidente Prudente/SP

Estudo destaca situação de abandono do Estádio Prudentão

Da Redação

Em 30/11/2019 às 08:46

Na reportagem multimídia, estão reunidas entrevistas com importantes figuras públicas de Presidente Prudente, além de um vasto material de imagens e registros históricos

(Foto: Ilustração/Thais Vizari)

A situação de abandono do Estádio Paulo Constantino (Prudentão), que ganhou projeção nacional por meio do jornalista Milton Neves após editorial publicado pelo Portal, foi um dos temas abordados por quatro alunos de  Comunicação Social - Jornalismo na produção de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

O principal objetivo foi ouvir diversos nomes do esporte e apontar um possível futuro para um dos maiores equipamentos públicos da capital do Oeste Paulista, que já abrigou grandes clássicos e caminha para tornar-se, em definitivo, como um simples "elefante branco".

Ao longo de um ano e meio, Adriano Batista, Regina Santos, Julhia Marqueti e Thais Vizari reuniram documentos, entrevistas e informações detalhadas sobre o estádio, inaugurado em 1982, a fim de produzir a reportagem multimídia intitulada “Da Ascensão ao Quase Esquecimento”.



Com orientações do professor e jornalista Homéro Ferreira, o estudo teve como o objetivo reunir informações desde o momento inicial da construção do estádio até a atual condição em que se encontra para apresentar à população os motivos que levaram o palco esportivo de tantos momentos de glória a, praticamente, o abandono total. O trabalho ainda apresenta as sugestões que existem para o melhor uso do Prudentão.

Reunindo 24 entrevistados, os futuros jornalistas tiveram contato com nomes que estão presentes no pré-projeto do estádio e na fase de construção do local, como o ex-prefeito Paulo Constantino, o engenheiro Paulo Vasconcelos, o ex-secretário de obras Dirceu Matheus e o representante da Autarquia Municipal de Esportes (Amepp, extinta), Antônio de Figuiredo Feitosa, entre outros.

Foto: Arquivo/Paulo Constantino

Além dos que fizeram “nascer” o Prudentão, o grupo entrevistou membros da administração pública recente e a atual. Durante as entrevistas, os estudantes focaram em identificar os motivos que fizeram o Prudentão deixar de receber partidas envolvendo grandes clubes da capital paulista e se tornar a casa do futebol amador prudentino.

Elefante Branco?

O Prudentão não recebe uma partida envolvendo ao menos uma equipe grande do futebol nacional desde março de 2016, quando foi palco de Palmeiras e Água Santa.  Ao longo dos últimos anos, o estádio foi interditado inúmeras vezes pela Federação Paulista de Futebol e Corpo de Bombeiros em virtude da falta de condições de infraestrutura e laudos.

Foto: Thais Vizari

Sem muitas perspectivas de melhorias para o palco esportivo, o Prudentão foi identificado como “elefante branco” por parte dos entrevistados da reportagem.

A falta de manutenção foi o principal motivo, citados pelos entrevistados, para que o estádio deixasse de ser o palco de grandes eventos esportivos.

Foto: Thais Vizari

Atualmente, o custo citado pelo Poder Público para manter o Prudentão é de R$ 200 mil por ano; já a reforma gira em torno de R$ 2 milhões.

A reportagem traz imagens de como está o gramado, as arquibancadas, grades, cabines de imprensa e demais espaços e expõem a deterioração do local.

Números do trabalho

Com mais de oito horas de entrevistas, 107 páginas foram transcritas e analisadas para que a reportagem fosse montada com textos, fotos, vídeos, áudios infográfico e artes gráficas.

A publicação da matéria ocorreu no dia 27 de novembro, a fim de disponibilizar abertamente ao público recordações de momentos históricos e expor fatos da atual condição do Prudentão.

CLIQUE AQUI para acompanhar a reportagem, que conta a história do estádio, e os motivos que levaram o Prudentão a ser considerado um “elefante branco”.

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Rua Catharina Venturim Peretti, 171

Mário Amato - Presidente Prudente-SP

Telefones: 18-3909 3629 | 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.