| Presidente Prudente/SP

'Cansado', Marcos Tadeu anuncia saída da chefia de Gabinete

Rogério Mative

Em 04/02/2020 às 11:02

Marcos Tadeu acumulou passagens por três secretarias durante o governo Bugalho

(Foto: Arquivo)

Considerado como a peça mais importante do alto escalão, o jornalista Marcos Tadeu Cavalcante Pereira está de saída da chefia de Gabinete da Prefeitura de Presidente Prudente após dois anos no cargo. Alegando cansaço, ele será a 13ª exoneração de secretários sofrida pelo governo Nelson Bugalho (PSDB) desde 2017.

"Estou esperando o prefeito falar apenas quem será o chefe de Gabinete. Está tudo certo, vou sair mesmo. Aguardo apenas o novo nome para passar as informações da Pasta. Por isso, não manifestei ainda minha demissão", diz, em entrevista ao Portal.

Segundo ele, o cansaço acumulado ao longos dos últimos 24 meses aliado com o desejo de encarar novos desafios profissionais pesaram para a tomada de decisão. "Estou realmente num pico de estresse de tanto trabalho. Entendo que algumas coisas poderiam ser diferentes não só neste governo, mas em qualquer outro governo. A gente vê que essa forma de governo, que já vem a algum tempo, já esteja no seu limite, ultrapassada. Eu defendo algumas coisas que deveriam ter sido feitas nestes últimos dois anos, enfrentando uma crise danada', pontua.

"Não há recursos realmente para enfrentar uma demanda que cresceu muito em Presidente Prudente. O déficit orçamentário não é de hoje, já vem desde 2015. Acho que algumas medidas deveriam ter sido tomadas. Como não foram tomadas eu decidi deixar de lado o governo e acreditar mais em coisas que acho que devem ser feitas. Quero partir para o agronegócio e, efetivamente, fazer algumas coisas diferentes" complementa.

Marcos Tadeu se despediu de todos os funcionários do Gabinete e da Secretaria Municipal de Comunicação (Pasta que ele também comandou) na última sexta-feira (31).

Segundo ele, o prazo máximo dado ao prefeito Bugalho é de uma semana para definir quem assume a vaga.

Nos bastidores, era certa a chegada de José Baz Avansini, presidente do diretório municipal do PSDB, no governo.

Contudo, ele rechaçou a possibilidade e classificou o assunto como "boato".

Pela tarde, a Prefeitura confirmou a saída de Marcos Tadeu. "O pedido foi acatado pelo prefeito Nelson Bugalho, que manifesta sua gratidão pelos relevantes serviços prestados à administração pública", diz, em nota.

O novo responsável pela chefia de Gabinete será divulgado até a próxima segunda-feira (10).

Próximo ao caos

No terceiro andar, os afastamentos de José Nivaldo Luchetti da Secretaria de Finanças e, agora, de Marcos Tadeu da chefia de Gabinete são vistos com grande preocupação por integrantes do alto escalão do governo.

O temor é de um possível caos administrativo com os dois desfalques.

13ª exoneração

Marcos Tadeu é o 13º secretário a deixar o governo Bugalho. Os três últimos foram Oswaldo Bosquet, Osvaldo Torino e Rogério Galindo.

José Fábio Nougueira também pediu exoneração. Mas, voltou em apenas uma semana como comandante do Turismo após deixar a Secretaria de Cultura em manobra considerada como "passa-moleque". Ele é investigado pela Câmara Municipal.

Em três anos e um mês de governo, Bugalho acumula mudanças nas secretarias de Cultura, Turismo, Mobilidade Urbana, Assuntos Jurídicos, Educação, Comunicação, Planejamento, Desenvolvimento Econômico, Relações Institucionais, Assuntos Especiais, Chefia de Gabinete e Finanças.

Atualizada para acréscimo de nota enviada pela Prefeitura

Compartilhe
Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Portal Prudentino.

Fique tranquilo, seu email não será exibido no site.
Notícias Relacionadas

Telefone: 18-98122 7428

© Portal Prudentino - Todos os direitos reservados.